Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Novembro 08 2009

 

Um livro, é um rio de palavras com leito de experiências e margens de ensino, que nos percorre o cérebro, desaguando na foz da interpretação, regando no seu percurso os canteiros do nosso cultivo intelectual.
 
Muitos anos após a leitura, ainda os navios da recordação figuram como barquinhos de papel, no cais da nossa infância.
 
Ler, o que se deve…é deixar que a mente absorva todo o tipo de informação positiva. É beber água cristalina nas fontes da verdadeira instrução e matar, agradecido aos Deuses das letras, a sede de saber…
 
Para os amantes do conhecimento, a biblioteca é o recôndito mais acolhedor num passeio de tarde, e mais propício à prática do amor à literatura…
 
A biblioteca é o espaço sideral onde habitam as Divas e as Musas dos escritores e poetas de todos os tempos. É o mar dos mistérios, das sereias e das lendas. É a selva de todos os bichos, o planeta de todos os homens. É o pergaminho de todos os poemas, de todas as mensagens!
 
A biblioteca é o hipermercado universal da sabedoria onde se guardam com carinho os mais diversos produtos da mente humana, perpetuando-se, assim, o alimento do espírito e a continuação da história de todos os povos do mundo.
 
Visitar, com interesse, uma biblioteca, é caminhar calmamente na cidade das ideias, sentar-se deliciado nos bancos do pensamento e, cruzar de mãos dadas com a cultura, as praças da inspiração. É deixar-se acariciar suavemente pelas folhas amarelecidas do talento que esvoaçam ao sabor de uma brisa de emoções…
 
É saborear a fresca e reconfortante sombra da inteligência, contornando os fascinantes passeios da criatividade, rebolando-se  extasiado nos jardins da imaginação, onde alguém, primorosamente, esculpiu obras de toda a natureza.
 
«Texto publicado no livro “Palavras da minha pena” Edição do Autor – 2000»
 
 2009-04-23
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
publicado por milualves às 17:11
editado por mariaivonevairinho em 20/03/2010 às 03:20

Novembro 08 2009

 

Mirando-te ao espelho
Onde nele observarás
E recordarás o teu crescer
E o teu envelhecer.
Agradar-te-ás de tudo
O que nele vires.
E de nada te arrependerás.
Recorda o teu passado com orgulho.
Hoje vives o presente
Consciente que irás saber envelhecer.
E estarás sempre a aprender
Até morrer…
 
Dedicado ao Dia do Idoso em 2009-10-01
publicado por milualves às 16:32

Novembro 08 2009
Caem no tempo as quatro estações
para cada vida que nasce,
como se fossem pregões
a tudo que morre e renasce.
Primavera, Verão Outono e Inverno,
as constantes mutações
para a natureza que sempre se renova.
Primavera,
florida de sonhos e esperanças.
Verão,
calor da paixão, frutos gerados de amor.
Outono,
maturação dos desenganos, das desilusões.
Inverno,
frio intenso nos corpos e corações
e o reflectir daquilo que se viveu,
mais a certeza que tudo passou, tudo morreu,
levando o encanto e as fantasias.
Mas tudo se renovará em esperanças e alegrias,
através do ciclo das Quatro Estações.
São Tomé
publicado por appoetas às 16:23
Tags:

Novembro 08 2009
Pelas montanhas andam meus olhos,
Seguindo o vento que nuvens varria
E a neve esparsa que ainda persistia,
Cobrindo cumes, livres de abrolhos.
 
Das altitudes vi o Mundo a meus pés,
Tão belo e frágil aos olhos meus,
Como será visto aos olhos de Deus?...
Talvez reduzido a mar e suas marés.
 
Ou uma linda bola dum azul terso,
Para enfeitar o altar do Universo,
Que queremos destruir, como cristal.
 
Talvez o Seu jardim verde e florido,
Agora pela poluição destruído,
Oh Deus! Porque fazemos tanto mal?

São Tomé
publicado por appoetas às 16:21
Tags:

Novembro 08 2009
Minha terra tem belezas
Que noutras terras não há
Encantam quem aqui passa
E que por Divina graça,
Só se encontram mesmo cá.
 
Os seus laranjais em flor
Alcandorados nas fragas
Como quem namora o rio
Da varanda dum condor,
Abrindo sobre ele as asas
Num constante desafio.
 
Tem dois rios a seus pés
Que lhe conferem grandeza
Qual deles o mais formoso
O rio Tua e o Douro
Como um valioso tesouro
De luxuriante beleza.
 
Os socalcos de vinhedos
Guardam eternos segredos
Do seu vinho generoso
No mundo inteiro famoso.
 
A Banda, já bicentenária,
Criou fama o seu rufar,
E muita gente acredita
Que nesta terra bendita
Que é S. Mamede Ribatua,
Até as pedras da rua…Sabem tocar!
 
São Tomé
publicado por appoetas às 16:15
Tags:

Novembro 08 2009
Um dia, voltarei ao meu sertão,
Quando o Sol iluminar mais uma vez
O manto verde que envolve sua tez
E avivar os matizes do rubro chão.
 
Para sorver o orvalho de cada flor
Doce néctar saciando a minha sede
Sentir o frescor do cajueiro verde
Quando intensificar mais o calor.
 
Então espalharei o meu cansaço,
Pela solidão do tempo e espaço,
E no meio a essa magia envolvida
 
No revoar duma ave de rapina
Que por mim adeja em surdina.
Sentirei que de novo voltei à vida.
São Tomé
 
publicado por appoetas às 16:07
Tags:

Novembro 08 2009

 

Eu, não escrevo absolutamente nada,
No entanto…escrevo tudo!...
Sou pensamento prisioneiro
Em cadeias de conveniências!
Mas, sou livre como um passarinho,
Até que alguma gaiola me apanhe!...
Vôo nas alturas das ideias
E, caio no amorrinhar das cadeias!...
 
Danço ao sabor do vento,
Da brisa…
Da tempestade…
Mas, paro ao sabor da idade!
Já nada mais sei…
Nada mais vejo que me apele à mente,
Que viaja ao acaso
Das nuvens…
Ao fundo dos oceanos,
Às viagens intergalacticas!...
 
Encolho-me, tal caracol cauteloso.
Espreito, esperando tocar, com um só dedo,
Aquele Sol luminoso
Que me dá forças ao pensamento…
Não põe limites,
Nem amarras.
Serei, então, totalmente, radicalmente livre!...
Voarei…
Dançarei…
Saltarei…
(Solto os braços e rio…rio…rio…
Em alegre rodopio!...)
AH!... … …
Então, …nada mais buscarei,
Pois, …já não será sonho!...
 
2009/08/13
publicado por milualves às 13:00

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

19
20

24
26

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO